segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Matta-Clark

Gordon Matta-Clark.

Gordon Matta-Clark, nascido Gordon Roberto Echaurren Matta (1943-1978), foi um artista norte-americano mais conhecido por suas obras de arte site-specific, que ele cometeu na década de 1970 . 

Splitting, de Gordon Matta-Clark, 1974.

Matta -Clark é famoso por seu building cuts, uma série de trabalhos em edifícios abandonados, nos quais ele recortava e deslocava partes do piso, teto e paredes dos andares.

(Fotos: Google)

Água: a escassez na abundância


A água é o recurso natural mais abundante do planeta. No entanto, hoje em dia, 40% da população do planeta já sofre as sequelas da falta dela. Afora a elevação da sede no mundo, a carência de recursos hídricos implica em graves consequências econômicas e políticas para as nações.


(Foto: Google)

domingo, 23 de novembro de 2014

Leilão do Iprede


Por uma boa causa.

Yves Klein

Yves Klein. 

O artista francês Yves Klein (1928-1962) é considerado uma respeitável personalidade da arte europeia, depois da Segunda Guerra Mundial. 

IKB 191, 1962 (uma das pinturas monocromáticas em que Yves Klein usou o International Klein Blue).

A sua classificação como neodadaísta causou discordância entre importantes críticos da época. Thomas McEvilley, por exemplo, em ensaio publicado pela revista Artforum, em 1982, o classificou como um precursor da arte contemporânea, embora “enigmático”.

(Fotos: Google)

As cores da Mangueira


Pra quem não sabe, foi por sugestão de Cartola, a adoção das cores verde e rosa – lembrança dos carnavais de sua infância – para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira.

Ainda, o nome de Estação Primeira decorreu da primeira parada do trem, que saia da Estação de Dom Pedro para o subúrbio, onde havia samba, no Morro da Mangueira. 

(Foto: Google)

Ricardo Barbosa: Barco de Papel

Neste domingo, o cantor mato-grossense Ricardo Barbosa chegará à Fortaleza, onde, durante três dias, divulgará o seu primeiro CD, produzido por Dudu Borges.


Se Vevé & Tânia recomendam o artista, vale a pena conferir a música Barco de Papel, uma das mais tocadas nas rádios de Fortaleza.

Sentido da vida


O sentido da vida estabelece um questionamento filosófico acerca da finalidade e significado da existência humana, definindo a relação entre o ser humano e seu mundo. 

Existe um grande número de prováveis respostas para o sentido da vida, muitas vezes pertinentes a convicções religiosas ou filosóficas. 

Opiniões sobre o sentido da vida podem se distinguir de pessoa para pessoa, bem como podem variar no decorrer da vida de cada ser humano. No entanto, de uma forma mais ampla, não existe consenso sobre tal.

(Foto: Totonho Laprovitera)

sábado, 22 de novembro de 2014

Viajantes

Os viajantes Célio Porto, Ricardo Nobre, Emanuel Capistrano e Ricardo Barreira, de saída para Aracati, em 1970.

Viajante são aqueles que gostam de explorar e conhecer novos lugares. Eles tem o prazer de caminhar na direção do novo, assim, almejando conhecer novas culturas e novos povos. 

(Foto: Google)

Tullio Santini

Tullio Santini.

O La Cucina di Tullio Santini, é o mais premiado restaurante italiano de Ribeirão Preto, em São Paulo, sendo indicado pela Federazione Italiana Cuochi, respeitável instituição gastronômica, reconhecida no mundo inteiro. Nele, o chef de cozinha Tullio se sobressaia pela típica culinária da região Norte da Itália, tendo como principal encanto a leveza nos pratos. Pessoalmente, Tullio preparava sua massas, molhos e pratos com produtos artesanais e ingredientes da melhor qualidade. 

Por exemplo, criado por Tullio e ganhador de vários prêmios culinários, o La Gôndola Imperattore é uma iguaria de massa artesanal fina e crocante no formato de uma rosa recheada com filé mignon, molho pesto e mussarela. Acompanhado de um bom vinho italiano, esse prato me é inesquecível.

Italiano, de Cremona, hoje, o amigo Tullio Santini navega pelas celestiais águas do rio Pó.

(Foto: Acervo Tullio Santini Junior)

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Náutico, 1948

Náutico Atlético Cearense sendo construído, em 1948.

Náutico, 1948. Uma paixão.

(Foto: Acervo Paulo Miranda Moreira de Sousa)

Valendo nota

Professor Carlinhos Analfabético.

Na aula de química, o professor Carlinhos Analfabético perguntou aos seus alunos:

- Valendo nota! Quais as principais reações do álcool?

O tímido Gerardinho respondeu:

- Ligar pras puta, chorar pela ex, ficar rico, valente e pegar mulher feia...

E o professor: 

- 10!

(Foto: Zecaneto)

Massachusetts!


Em Sobral, sempre que me achava com o bom Edson Pinto da Silveira, o Fartura, ele me cumprimentava com a alegre saudação “Olá, Tony!”. E quando eu perguntava por onde andava, ele respondia: “Massachusetts!”.

Tempos depois, tomando umas e outras e traçando piabas fritas no Açude Acaraú Mirim com meu amigo João Pontes Mota, o Tripa, ele me revelou que, após pesquisar tanto em Mumbaba de Baixo, quanto em Mumbaba de Cima, concluiu que o nome Massachusetts, um dos 50 estados dos Estados Unidos da América, localizado na região da Nova Inglaterra, cujo nome oficial é The Commonwealth of Massachusetts, pasmem, advém de Massapê, Ceará!

Já, em viagem pelos distritos de Tangente e Tuína, depois de ter passado por Aiuá e Ipaguaçu-Mirim, consultei o heráldico massapeense Jilson Canuto, o Jilsim, e ele me contou que um dos fundadores desse estado estadunidense era um filho de Massapê. Pois bem, quando ele chegou lá, não se aclimatando, bravejou dizendo que o lugar era “uma boston”, com o seu já carregado sotaque de estrangeiro. Daí, a razão de ter sido nominada Boston, a capital de Massachusetts que, traduzido para o cearês, significa “solo argiloso, compacto e de coloração escura”.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Fantasma no banheiro


Ao chegar mais cedo em casa, Vieirinha encontrou a esposa pelada na cama, quase desmaiada e arquejando.

- O que aconteceu, querida? Você não tá passando bem?!
- Acho... Acho que é um ataque do coração... - Ela respondeu.

Ao escutar isso, feito doido, Vieirinha meteu o pé na carreira, pegou o telefone e chamou o médico. Enquanto tentava ligar, o filho chegou perto dele e avisou:

- Pai, tem um fantasma no banheiro!

Daí, Vieirinha foi bater lá, abriu a porta e encontrou um indivíduo vestindo um lençol. Puxou o pano e deu de cara com o seu melhor amigo, pelado. Surpreso e indignado, falou: 

- Pelo amor de Deus, Nelsinho! A Francimary tendo um infarto e você aí, assustando as crianças!

Luciano Maia

Amigos em Ação


Abertura da VI Exposição Coletiva de Obras de Arte Amigos em Ação.

Perdendo peso


Dizem os estudiosos, que defecar diariamente pode se tornar um hábito eficaz e saudável que faz a pessoa emagrecer.

Já, o uso de sauna faz com que a pessoa perca água através de uma transpiração intensa. Mas, cuidado, pois com o suor também são eliminados sais minerais. E tem mais. Depois, bebendo ao sair da sauna, recuperam-se os gramas de água suprimidos. É certo que a sauna dá uma sensação de bem-estar, que nada tem a ver com a perda de peso. Agora, ela pode ser um meio saudável de relaxamento durante um difícil método de emagrecimento.

Falando em defecação e sauna, hoje, lembrei de uma baita confusão acontecida em um agitado sábado, na Fortaleza dos anos 1970. Bastante embriagado, um insurgente jovem revoltou-se ao ser expulso violentamente de um centro de fisioterapia, por ter evacuado no estrado do piso de sua lotada e emadeirada sauna seca!

Aí, eu pergunto: Por que tem gente que acha que pode tudo e é cheio de razão?!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Porto Iracema das Artes


1° Salão de Ilustração do Porto Iracema das Artes. Vale a pena conferir.

A Whiter Shade Of Pale


Tudo começou quando o Alberto Perdigão me citou em um post sobre a música A Whiter Shade Of Pale, em vídeo do Wall Araujo, no Facebook. Aí, eu compartilhei a postagem do Alberto e o Ivan Martins também. Dentre os diversos comentários, acerca da romântica canção, nos chegou um do Carlinhos Lima, dando conta que a música teria sido plagiada Bach. Resolvi pesquisar sobre o assunto e averiguei o seguinte.


Enquanto o mundo se aprazia com o álbum Sgt. Pepper’s, dos Beatles, a música que figurava em primeiro lugar nas paradas britânicas era A Whiter Shade Of Pale, da estreante banda britânica Procol Harum, lançada em 1967 e considerada um dos hinos da contracultura do Summer of Love, nos Estados Unidos, um acontecimento que mudou o mundo. 

Sendo gravada mais de 900 vezes por diversos artistas, A Whiter Shade Of Pale foi incluída em inúmeras coletâneas de sucessos da década e até hoje é usada em trilhas sonoras de muitos filmes.

Com melodia inspirada na Cantata 140, de Johann Sebastian Bach, incluído vocais soulful e letra incomum, primeiramente, os créditos da composição original apenas foram conferidos para Gary Brooker e Keith Reid. Em 2009, o organista Matthew Fisher auferiu direito aos créditos de coautoria da música, em decisão unânime da Câmara dos Lordes, do parlamento do Reino Unido.

Sendo um dos poucos singles – apenas 30 – que já venderam mais de 10 milhões de cópias em todo o mundo, a canção, que mistura rock, clássico e música barroca, conta com mais de 900 versões.

A Whiter Shade Of Pale estabeleceu um conexão da Procol Harum com os Beatles e Jimi Hendrix. Sua importância abriu espaço no rock para obras como Bohemian Rhapsody, do Queen, e toda as demais de Rick Wakeman.

Com elementos sobrenaturais e mitológicos, a letra de Whiter Shade Of Pale faz alusão a Shakespeare e a Milton. Até hoje estudiosos buscam elucidar o seu sentido, sem completo sucesso. A música é romântica, trágica, nuviosa, mágica e de difícil tradução. Fala sobre muitas coisas, nas quais os significados são subentendidos. 

(Foto: Google / Vídeo: YouTube)

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Cobogó


Cobogó é um elemento vazado, comumente feito de cimento, que preenche parede e muro para permitir maior ventilação e luminosidade no interior de uma edificação. 

O nome cobogó procede das iniciais dos sobrenomes dos engenheiros Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis que, no início do século XX, trabalhavam em Recife e, em conjunto, o conceberam.

Em alguns lugares, o nome foi deturpado como combobó, combogó, comogó, comongol, comogol. 

Primeiramente, o cobogó era feito só de cimento. Popularizado, passou a ser moldado com distintos materiais, como argila, vidro, cerâmica etc.

(Imagem: Google)

Algarismos romanos


Uma pergunta que o professor Carlinhos Analfabético não soube responder: Como é que se escreve zero em algarismos romanos?