quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Negro, e daí?


"Não vejo problema em chamar ninguém de negro. Sou negro, e daí? Ficaria ofendido se me chamassem de mau caráter". (Milton Gonçalves, ator)

(Foto: Anderson Borde/Léo Marinho/AgNews)

O gagau do Depardieu

O médico de Depardieu já se mostrou preocupado diante de seus hábitos.

Em entrevista ao tabloide diário britânico The Mirror, Gerard Depardieu (1948) afirmou beber sempre que está enfadado, menos em momentos de abstinência obrigatória, pois, depois de ter passado por cirurgia e por causa do seu colesterol, ele tem que se precaver.

Diz o ator que começa o dia bebendo champanhe e vinho tinto antes das 10 da manhã e que consegue sorver umas 15 garrafas de vinho por dia.

Nas refeições, Depardieu toma duas garrafas de vinho. Depois, bebe champanhe, cerveja e licor francês, para mais tarde, passar para a vodka e uísque. Ao terminar o dia, ele conta que tira um cochilo de 10 minutos, dá um tapa em um vinho rosê e se sente “fresco como uma margarida”.

O ator revelou que bebe por causa da euforia, mas, lembra: “Existe mais na vida, além de ficar bêbado”.

Gerard Depardieu, hoje morando na Rússia, abdicou da cidadania francesa em 2012, quando o Presidente François Hollande impôs um aumento de 75% nos impostos para os mais ricos do país. Além da criação da sua marca de vodka “ecológica”, ele planeja abrir restaurantes em São Petersburgo e em Saransk. Em 1997, fundou com amigos a cervejaria Brasserie de Sources, lançada em 2012, no Reino Unido. Depardieu também é dono da vinícola Château de Tigne, em Anjou, no Loire.

(Foto: Savo Prelevic/AFP/Getty Images)

Dormir em pé


Dizem que o estranho hábito de dormir em pé existe em decorrência de uma das maiores causas da insônia: o uso abusivo do telefone celular.

Sobre dormir em pé, o ser humano só conseguiria se possuísse ligamentos especiais, capazes de fixar as articulações das pernas, impedindo-as de se dobrarem enquanto estivesse dormindo. Esse sistema de travamento permitiria ao homem ficar solidamente em pé, com um gasto mínimo de energia.

Segundo especialistas, dormir em pé é uma forma de defesa de qualquer animal que, assim, estará pronto para escapar diante de qualquer ameaça. Por isso, só se deita para dormir quem sente que está em lugar seguro.

Para quem pensa em dormir em pé, é bom lembrar que para sonhar precisa-se entrar no sono profundo, também chamado REM (de Rapid Eyes Moviment, ou movimento rápido dos olhos). Nessa etapa, todos os músculos, inclusive os das pernas, devem estar relaxados.

(Foto: Google)

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Dalton & Robston


Dando sequência à Segunda Edição do Projeto Duetos, no Centro Cultural do Dragão do Mar, o cantor e compositor Dalto é a atração desta sexta-feira, dia 19/09, em Fortaleza.

Na abertura, a presença do talentoso artista cearense Robston Medeiros.

O projeto Duetos objetiva resgatar a história da Música Popular Brasileira, oferecendo momentos únicos para se conhecer e reviver a boa música.

Dalto é um consagrado artista romântico da música brasileira e autor de sucessos como Muito Estranho, Vinho Antigo, Espelhos d'Água, Anjo, Pessoa, Jezebel, Quase Não Dá Pra Ser Feliz, Vinho Antigo, Bem Te Vi e Leão Ferido, dentre outros.

Laprovitera

Laprovitera - Álbum de família, retrato No. 1 - 2007 - AST - 160 x 160 cm.

Refração


A refração é o fenômeno que ocorre quando a luz passa de um meio homogêneo e transparente para outro, também homogêneo e transparente, mas, diferente do primeiro. Nessa mudança de meio, na propagação, podem se dar variações na velocidade e direção.

(Foto: Google)

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Laprovitera

Laprovitera - A galinha do Bombinha - 2003 - AST - 40 x 50 cm.

Presidente Bossa Nova

Juscelino Kubitschek, sentado ao lado de Lô Borges, Fernando Brant, Márcio Borges e Milton Nascimento.

Mais do que Presidente Bossa Nova, por vincular a sua imagem aos conceitos de modernidade, quando seu governo coincidiu com o surgimento daquele famoso movimento da música popular brasileira, do final dos anos 1950, o mineiro Juscelino Kubitschek se considerava do Clube da Esquina, movimento musical surgido no início da década de 1960, em Minas Gerais.

(Foto: Google)

domingo, 14 de setembro de 2014

Rural roubada


Neste período medonho de seca, notícias nos chegam dando conta que, ontem, em Irauçuba, roubaram uma Rural Willys só para sacar a água do radiador dela.

É, como diz João Conrado, "no tempo do dilúvio, da arca de Noé, Irauçuba chegou a ficar nublado".

(Imagem: Google)

Laprovitera

Laprovitera - Ave notte 1 - 2013 - ASP - 21 x 29 cm.

The Beatles, Come Together


Logo após o lançamento do álbum Abbey Road, em 1969, a gravadora do do roqueiro norte-americano Chuck Berry acusou os Beatles de ter copiado a letra e melodia da canção You Can't Catch Me, no tema escrito por John Lennon.

Lennon reconheceu ter conhecimento da canção de Berry e os Beatles fizeram um acordo extrajudicial que, ainda hoje, permanece em sigilo.

Foi o único caso de plágio da banda.

(Foto: Google)

sábado, 13 de setembro de 2014

Marrapá!


O revolucionário rapaz iraniano Sayyid Ruhollah Musavi Khomeini, tornou-se o Grande Aiatolá, autoridade religiosa xiita iraniana, líder espiritual e político da Revolução Iraniana de 1979, que depôs Mohammad Reza Pahlavi, na altura o xá do Irã.

(Foto: Google)

Cainã e Pipoquinha

Pipoquinha e Cainã.

Dou o maior valor ouvir o Belchior cantar, em Como Nossos Pais, “Mas é você que ama o passado e que não vê. É você que ama o passado e que não vê que o novo sempre vem”.

Pois é, sobre a letra do grande Bel, quando escuto Cainã Cavalcante e Michael Pipoquinha, tocando juntos, eu me emociono é muito com o formidável talento desses dois meninos-mestres.

Cainã, Pipoquinha, sou fã de vocês dois!

Em tempo: Cainã, componha a música “Filho de Pescador”.

(Foto: YouTube)

Laprovitera

Laprovitera - Bora brincar - 2011 - AST - 30 x 40 cm.

No tempo das dunas


Quem pegou "carretilha", em pequenas e improvisadas pranchas de madeira, nas dunas em frente ao Iate Clube, no final dos anos 1960 e início dos 1970, sente uma saudade danada daqueles tempos, em que Fortaleza adolescia e navegava na ingenuidade que embala os sonhos dos corações puros e inocentes.

(Foto: Google)

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Laprovitera

Laprovitera - Brincando com ela - 2012 - AST - 62 x 84 cm.

Preguiça

A Criação de Adão, afresco de Michelangelo Buonarroti, na Capela Sistina, Vaticano.

Certa vez, falando com um colega de trabalho sobre os 7 pecados capitais, acerca de um deles, perguntei:

- Sóstenes, você já sentiu preguiça?
- Olha, Totonho, se tem uma coisa que nunca senti e sinto na vida, é preguiça.
- É mesmo?
- É, por que?
- Bem, porque você não sabe o que está perdendo...

Aqui pra nós, para mim, a preguiça humana está longe de representar a lenteza ou falta de disposição em fazer algo. Seguramente, ela é a disposição para a criatividade no trabalho, e a confiança e alegria aos bens interiores e espirituais. É um natural desfrute pelo trabalho no dia-a-dia, mesmo que seu esforço não seja reparado.

Na vontade e no gosto de estar deitado, de acordar tarde ou de não fazer nada, é na preguiça onde achamos a capacidade de economizar energia para nos levar a uma maior criatividade. Lembrem-se: Deus criou o mundo do nada!

Abreviando, a preguiça é o simples estado de nos deixarmos levar pela inspiração para a criação de tantas artes e ofícios, que dão o verdadeiro sentido à nossa breve existência.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Marminina!


Herdeira de família rica, a menina Anjezë Gonxhe Bojaxhiu tornou-se Madre Teresa de Calcutá, uma missionária católica de etnia albanesa, nascida no Império Otomano, na capital da atual República da Macedônia e naturalizada indiana, sendo beatificada pela Igreja Católica em 2003. Considerada a missionária do século XX, fundou a congregação Missionárias da Caridade, tornando-se conhecida ainda em vida pelo cognome de "Santa das sarjetas".

(Foto: Google)

Laprovitera

Laprovitera - Lampião - 2007 - AST - 100 x 100 cm.

Aula de datilografia

asdfg asdfg asdfg asdfg... Era a primeira aula do curso de datilografia, para aprender a técnica de escrever à máquina, sem olhar para as teclas e com velocidade.


Lembro bem, do professor nos orientando a manter os pulsos erguidos, ao invés de apoiá-los sobre a mesa, manter os cotovelos ao lado do corpo e levantar levemente as mãos sobre o teclado... “O melhor jeito de datilografar é fitar os olhos no papel, para corrigir os erros na hora. Essa técnica é chamada de datilografia por toque. Nada de catar milho", repetia o magro professor, enquanto na cara ajeitava seus óculos fundo de garrafa. 


Pois é, pratiquei datilografia em um curso que ficava na Avenida Dom Manuel, quase esquina dom a Santos Dumont, em Fortaleza. Era meu colega de turma o danado menino Chiquinho Aragão, que, ao menor cochilo do professor, escondido, grelava os olhos no teclado e com seus dois ligeiros dedos, tacava o pau a preencher a folha para ser o primeiro a terminar a lição do dia, com mais de mil!